Hot Stamping máquina antiga

1- Hot Stamping

O termo em inglês utilizado, é reconhecido mundialmente, em sua tradução quer dizer estampagem a quente. O nome hot stamping se dá ao tradicional método de impressão, que realiza a codificação ou marcação, através da transferência de calor por matriz.

2- Hot stamping sua breve história.

Através das mão de habilidosos artesãos os manuscritos, eram personalizados para obter maior destaque, onde recebiam acabamentos com finas folhas de ouro, prata e outros metais preciosos, em suas capas, que eram batidos de forma manual através de matrizes para obter o acabamento desejado.

Este processo era restrito somente às pessoas com maior poder aquisitivo, por conta da matéria prima utilizada, e aos que eram alfabetizados e possuíam acesso a livros na época.

Ao passar dos anos com o aumento da taxa de alfabetização, consequentemente houve uma maior produção de livros, o aparecimento da imprensa de Gutemberg, possibilitou a impressão em larga escala, revolucionado o meio como a informação era replicada, tornando também necessária a modernização da aplicação do hot stamping.

Capa de livro acabamento antigo hot stamping

2.1- Mudanças significativas no processo hot stamping.

A aplicação do hot stamping passou por melhorias significativas. Em vez de usar folhas de ouro batidas à mão, foi desenvolvido um processo para aplicar finas folhas de ouro, junto a finos filmes de poliéster. Para a aplicação do hot stamping, desenvolveu-se um maquinário semelhante ao estilo de prensa móvel de Gutemberg, que depois de montado os dados a serem marcados, era carregada em uma prensa de estampagem, que assim pressionava a folha de ouro na capa do livro, através de calor e pressão.

Com o aumento de produção de livros nos séculos XIX e XX, a estampagem com folhas de ouro ficou extremamente cara, sendo necessário a utilização de novos materiais para viabilizar a produção.

Em 1982 a utilização do hot stamping para meio gráfico, ganhou sua primeira patente registrada na Alemanha, por um mestre encadernador de Berlim, Ernst Oeser, popularizando sua aplicação.

Na Inglaterra em meados de 1930, um fabricante de folhas conhecido por George M. Whiley otimizou o hot stamping, deixando-o cerca de 16 vezes mais fino que os métodos anteriores.

Foi somente na década de 1950 que a metalização a vácuo sofreu um grande salto. Permitindo uma estampagem de qualidade com imitação de folha de ouro. O ouro de imitação funciona melhor do que o ouro verdadeiro. Folhas de ouro foram substituídas por alumínio, sendo mais baratas e trazendo o mesmo efeito com cor consistente, sem manchas e oferecendo o mesmo brilho.

2.2- Evolução da impressão hot stamping.

Uma técnica que era utilizada apenas para pequenas tiragens e passou por diversas adaptações e evoluções para acompanhar a necessidade de mercado com o passar dos anos, possui como base até os dias de hoje para sua utilização, não somente a necessidade de agregar valor visual ao produto impresso, mas sim a necessidade de se destacar da concorrência e se manter competitivo para a venda dos produtos.

A utilização desta técnica se dissipou não somente para impressos editoriais de livros e revistas, mas também para embalagens rígidas e flexíveis de diversos produtos.

Possui interesse em comprar fitas hot stamping ?
Solicite seu orçamento agora mesmo!

3- Características do hot stamping

  • Processo seco, sem tinta;
  • Pode expressar brilho se utilizar uma fita metalizada;
  • Técnica de enobrecimento que possui ótimo custo benefício se comparada com outras técnicas de impressão, que geram o mesmo efeito.

3.1- Setores industriais que utilizam o hot stamping:

  • Gráfica plana;
  • Gráfica rotativa;
  • Aplicação em madeira;
  • Aplicação em plásticos;
  • Aplicação holográfica e segurança;
  • Aplicação em couro ou sintético;
  • Aplicação têxtil;
  • Aplicação em placas veiculares.

3.2- Aplicações em produtos do hot stamping:

  • Embalagens de alimentos e bebidas;
  • Embalagens de cosméticos;
  • Artigos de saúde e beleza;
  • Recipientes farmacêuticos;
  • Artigos de luxo e gourmet;
  • Rótulos de velas;
  • Produtos de tabaco;
  • Rótulos de garrafas de vinho e destilados;
  • Etiquetas de segurança;
  • Etiquetas de jóias;
  • Etiquetas de logotipo;
  • Rótulos de aniversário;
  • Convites;
  • Cartões de visita;
  • Tags;
  • Sacolas;
  • Lacres

4- Sistema de impressão hot stamping.

Esse processo se dá com a utilização de maquinários podendo ser automático ou manual, direcionados para cada tipo de produto ou setor industrial que seja utilizado, que possuam a capacidade de realizar o processo de estampagem a quente, que agregue valor visual ao produto final.

O maior diferencial entre as máquinas de impressão hot stamping manual e automáticas está no processo de margeação em processos gráficos, que nada mais é do que colocar o “substrato” ou suporte, enquadrado do mesmo registro de forma consecutiva, para receber a marcação. Este processo de manter o mesmo registro para realizar a marcação se aplica também a embalagens rígidas, como tubos para cosméticos, tampas, potes e diversas embalagens.

4.1- Operar máquinas de hot stamping.

A aplicação do hot stamping, pode até parecer ser um processo simples de ser realizado, mas é necessário conhecimento técnico para sua aplicação os equipamentos, tanto manuais como automáticos precisam de ajustes e cálculos e conhecimento do tipo de substrato que será aplicado.

A falta do conhecimento técnico pode ocasionar em impressões com aspectos defeituosos, desperdício de material, desgaste precoce do equipamento e maior tempo de setup da máquina que ocasiona custos operacionais.

4.2- Terceirizar impressão hot stamping

A terceirização do processo de hot stamping é muito comum em empresas de pequeno e médio porte, isso ocorre pelo fato de custos operacionais com a compra de maquinário, mão de obra qualificada e demanda para a produção deste tipo de serviço. Quando pensado para o meio gráfico, empresas especializadas em aplicação de hot stamping normalmente agregam outros serviços como o de acabamento que incluem: corte e vinco, aplicação de vernizes localizados e laminação bopp.

Para a indústria de cosméticos, que inclui os fabricantes de tubos e tampas plásticas a terceirização do serviço de hot stamping, está mais interligada a demanda para este tipo de acabamento, que vai de acordo com o projeto do cliente atendido, o setor de cosméticos e cuidados pessoas utilizam em grande escala a decoração com fitas hot stamping em seus produtos.

Hoje com diversas opções de maquinários disponíveis no mercado existe maior viabilidade, de possuir a própria máquina hot stamping, com melhores custos benefícios e possibilidade de realizar a importação de equipamentos que atendam as empresa de forma customizada para sua produção, obtendo o suporte necessário para atender os padrões de qualidade de sua linha de produção, pode se tornar uma opção, internalizar o processo de acabamento nas empresas gerando melhores custos de produção e possuir maior controle sobre a material.

 

Maquina

5- Composição fita hot stamping

Também conhecido por película, folha, filme ou fita para impressão hot stamping, este insumo é fundamental no processo de gravação, sendo o responsável por exibir a marcação, através da transferência de calor da matriz para o substrato. Para este processo de impressão é importante o conhecimento técnico para aplicação e utilização da fita adequada para o substrato, para assim obter ótimos resultados na transferência e fixação da fita.

A fita hot stamping é construída com filme poliéster (PET) material extremamente fino, a espessura do filme de poliéster geralmente é de 12 microns.

A película de poliéster é fabricada com uma resina polimérica de excelente resistência química e mecânica. As fitas para hot stamping são compostas por 5 camadas, sendo cada uma delas responsável para realizar uma melhor aplicação no processo de estampagem a quente.

5.1- As camada do hot stamping:

1- Camada de suporte:

Composta por filme base PET, transparente responsável por suportar as demais camadas. O filme de suporte possui possui espessura de 12 μ, 16 μ e 25μ que receberão a pressão do clichê, sendo necessária certa resistência ao calor de acordo com as especificações técnicas de cada tipo de filme hot stamping.

2- Camada de liberação ou desmoldante:

Permite que as outras camadas se libertem do portador do filme de poliéster realizando a transferibilidade através da aplicação de calor e pressão na camada eletroquímica de folha de alumínio.

O desmoldante também está está relacionado com o tipo de aplicação, um desmoldante mole, ou seja, de fácil estampagem, serve para aplicações em maiores áreas ou chapados e o desmoldante duro têm melhores resultados para impressão de textos e pequenas áreas, oferecendo possibilidade de maiores detalhes.

3- Laca de proteção ou revestimento de cor:

A principal função da camada é proteger a camada inferior de pigmentação, onde também é determinado se a aplicação poderá ou não receber a impressão posterior.

4 – Revestimento metálico:

Esta camada carrega a pigmentação ou corante em seu verniz, geralmente composta em alumínio, para fornecer o efeito reflexivo metálico, é onde é determinada a cor da película que será estampada no suporte.

5 – Camada adesiva:

Responsável por unir o material de estampagem a quente ao substrato, através do derretimento desta camada, que será a responsável, para a ficção no substrato a ser aplicado pois precisa se adequar ao tipo de material.

Existe uma grande variedade de fitas hot stamping disponíveis no mercado, grande parte com estética semelhante mas na composição de suas camadas com diferenças que melhor se adequa a cada tipo de substrato. Os fabricantes de fita hot stamping, possuem uma tabela pré-estabelecida para a utilização nos substratos. Fornecedores especializados neste insumos podem indicar corretamente o filme de impressão hot stamping, mais adequado para cada aplicação.

Entretanto, é imprescindível fazer um testes de resistência química e mecânica antes de encomendar fitas para toda a produção, principalmente, para produção em grande escala.

6- A importância da camada adesiva na fita hot stamping:

Em especial a última camada de colagem ou camada adesiva, precisa ter compatibilidade com a superfície que for aplicada, o uso do insumo correto garante maior aderência, gerando um acabamento de qualidade e durabilidade.

Por exemplo: ao utilizar uma fita hot stamping, para a decoração de embalagens plásticas de cosméticos, é necessário saber o tipo de plástico que é composto o recipiente PE, PET, OPP, PVC ou PP. Existe uma grande variedade de plásticos, com diferentes características, assim existindo fitas hot stamping adequadas para cada tipo de substrato e sua aplicação.

O mesmo acontece para aplicações de fita hot stamping gráficas, sua aderência pode variar com o tipo de papel, sua porosidade, aplicação sobre verniz, bopp, vinil, materiais metalizados.

7- Adesão do hot stamping aos tipos de materiais.

Embora a fita hot stamping possa ser aplicada com sucesso a muitos substratos diferentes, alguns são mais adequados pela facilidade de aderência. O hot stamping pode ser utilizado em diferentes tipos de plásticos, incluindo poliéster, polietileno e polipropileno, bem como vinil, por estes materiais serem mais macios e oferecerem melhor adesão da cola e receptividade do calor.

No entanto, como todo filme de impressão possui diferentes níveis de adesão, que é ativado através da quantidade de calor, o material a ser estampado pode precisar ser testado quanto ao seu nível de tratamento. Isso pode envolver teste através de uma caneta Dyne, usando nos testes de pré impressão, no material a ser revestido, que mede os poros na superfície a ser aplicado, ajudando a determinar o nível de adesão do filme de impressão hot stamping ao substrato, pode ser utilizado em matérias, na indústria de plástico e substratos metálicos, filmes de PE, PP, PS, PVC, BOPP, OPP, Vinil, Alumínio e outros.

8- Armazenamento das fita hot stamping

Nos setores industriais que requerem mais deste tipo de insumo, é normal que possuam estoque das fitas para atender suas demandas e garantir o prazo de entrega de sua produção. Vale a pena ressaltarmos que para sua armazenagem fora das caixas, as bobinas devem ser colocadas na vertical, para evitar o sobrepeso nas que estão na parte inferior que podem ser amassadas, gerando deformidades, vincos e excesso de pressão no material.

A fita hot stamping é uma material sensível ao calor, desta forma sofrer reações químicas se exposto a locais quentes, quando armazenado dentro de depósitos em ambientes fabris que não possuem controle de temperatura, ficando estocadas em áreas altas, que agrupam maior concentração de calor, próximo de janelas com exposição a luz solar ou perto de maquinários, este tipo de película será atacado antes mesmo do uso, podendo secar, perder coloração e poder de aderência, antes de chegar à máquina para sua utilização.

Situações inversas também podem afetar a qualidade do material, em ambientes que possuem umidade, a fita hot stamping possui a capacidade de absorver a umidade do ar retendo micropartículas de água. A forma correta de armazenagem das bobinas é estar envolvida em sacos plásticos, dentro de uma caixa de papelão em um local arejado.

Desta forma estará preservando o material que possui características instáveis de acordo com o ambiente. Estes cuidados se tornam de extrema importância para não comprometer a qualidade de sua linha de produção.

9- Onde comprar hot stamping?

A utilização de fitas hot stamping de boa qualidade, pode ser um fator chave para elevar o nível de qualidade dos produtos, proporcionando uma acabamento impecável, com ótima aderência e durabilidade que irão surpreender seus clientes e elevar o nível de aceitação do produto.

Para realizar a compra de fitas hot stamping é interessante, que este insumo já possua uma aprovação no mercado, com testes no material de seu segmento e aprovação das empresa. Pensando nisso, para viabilizar este processo de compra, existem fornecedores especializados na venda de destes insumos, que são de origem importada, pois não existe a produção de fitas hot stamping metalizadas na América Latina, ao recorrer a fornecedores especializados no segmento, as empresas não precisam se preocupar com os trâmites de importação, escolha de fabricante e análise de filme para impressão.

Sendo que existem diversos fatores que podem influenciar na qualidade do filme hot stamping, podendo ser elementos na matéria-prima que podem influenciar em sua perfeita aplicação.

A fita hot stamping pode ser produzida em diversas cores e tamanhos as mais utilizadas são dourada e prata, caso possua um fornecedor de qualidade, ele será capaz de atender às necessidades de sua linha de produção, com o fornecimento do insumo adequado, para cada tipo de aplicação, para assim atender os padrões de qualidade de sua empresa.

9.1- Cores hot stamping

Oferecer insumos de qualidade e adequados para seu sistema de impressão e atender as exigências de aplicação ao tipo de substrato, para a decoração de embalagens ou enobrecimento de seu produtos, é algo que a Fitascreen, fornecedor de fitas hot stamping, entrega a seus clientes.

Ao realizar a compra com fornecedor hot stamping, verifique se o mesmo é capaz de prestar suporte a sua empresa, desenvolvendo em parceria a melhor solução, isso faz toda a diferença, para adequar a fita às especificidades do projeto, atendendo de forma customizada.

A compra realizada com fornecedores, trará maior segurança a sua empresa, por se tratar de um produto com procedência ,e se tratar de uma empresa que possui expertise no segmento, com a capacidade de oferecer o filme de impressão que atendam os requisitos de qualidade de sua linha de produção.

Fitascreen sala reunião fornecedor hot stamping São Paulo